TROVOADA

LÊ ATENTAMENTE E MEMORIZA A INFORMAÇÃO DESTA PÁGINA. SEGUE UM CAMINHO INFORMADO. PODE SALVAR-TE A VIDA!

Não existe uma forma doce de abordar a trovoada. O assunto é tão sério, que serve como base ao filme "The Way", sobre o Caminho de Santiago. A melhor forma de lidares com fenómenos, que não podes controlar, é prepares-te antecipadamente para os enfrentares. 

 

ANTES DE PARTIRES

----------------------------

Procura conhecer antecipadamente a previsão meteorológica para o período em que vais caminhar. Organiza o teu dia conforme os alertas de trovoada. Deves ter uma margem de segurança, porque os modelos climatéricos não são uma ciência exacta. Existem inúmeros sites e aplicações meteorológicos. Basta procurares na Internet a palavra "meteo".

Rawpixel - Carol M Highsmith

 TROVOADA = PARAGEM 

----------------------------

DURANTE A PEREGRINAÇÃO

 

Se, durante a caminhada, detectares: relâmpagos (luz), trovões (som) ou raios (descarga eléctrica), deves iniciar a "Regra 30|30". Se a diferença entre o relâmpago e o trovão for menor que 30 segundos, a trovoada está a menos de 10 quilómetros da tua localização. Deves procurar de imediato abrigo dentro de uma casa (deves afastar-te das janelas) ou dentro de um carro com as janelas fechadas. Caso não seja possível abrigares-te numa casa ou carro, deves assumir as posições de segurança, conforme explicado abaixo. Antes de voltares ao Caminho, deves esperar 30 minutos depois do último relâmpago, 30|30.

 

----------------------------

POSIÇÕES DE SEGURANÇA DE EMERGÊNCIA 

 

Existem duas posições de emergência recomendadas, quando não existe qualquer possibilidade de encontrares abrigo. A posição de "campo aberto" e a posição para quando estiveres rodeado de "elementos mais elevados" e não tens forma segura de saíres rapidamente do local.  

 
 

A descarga eléctrica procura sempre o caminho mais curto entre dois pontos, para chegar ao chão (terra). Se a descarga eléctrica atravessar o teu corpo, pode ferir-te ou matar-te. Ao deitares-te diminuis a "diferença de potencial" e a distância que a descarga eléctrica tem que atravessar no teu corpo para chegar ao chão.
Deves ter em conta que, apesar de ser um fenómeno raro, os raios também podem sair da terra para as nuvens, como podes ver neste vídeo (+info).

----------------------------

Em caso de trovoada evita seres
o ponto mais alto à tua volta.

In the event of a thunderstorm, avoid being the highest point around you.

----------------------------

FACTORES QUE PODEM ATRAIR UM RAIO

A "diferença de potencial" é o factor que mais pode atrair um raio. Se imaginarmos um bastão de peregrino, na parte mais afastada do chão temos uma carga, na parte em contacto com o chão, temos a carga inversa. Quanto maior for a diferença (altura) entre esses dois pontos, maior vai ser a "diferença de potencial". É por esse motivo que os "Para-raios" estão habitualmente na parte mais alta dos edifícios.

 

----------------------------

OS SINAIS DE ALERTA

Alguns sinais podem denunciar que está na eminência de cair um raio. A fotografia foi captada momentos antes de o raio atingir a vítima que aparece na fotografia. 
 

Fonte da imagem da e noticia; https://www.dailymail.co.uk

----------------------------

E SE ACONTECER?

Graças às tecnologias, podes ver nesta secção o que acontece quando um raio cai perto de ti: os estragos, as reacções, os sinais antes da trovoada, as características da trovoada... sem correres risco de vida. 

FACTO IMPORTANTE: Podem cair vários raios seguidos no mesmo local. Se acontecer, deves tentar sair, o mais rapidamente possível do local.

Quando um raio cai na tua proximidade, é como se rebentasse uma bomba. Mesmo que não sejas atingido pelo raio, podes sofrer várias consequências: queimaduras, projecções, cegueira e surdez temporárias, electrocução indirecta pelo solo, perda de consciência, fogo... 

A trovoada pode manifestar-se de formas muito estranhas: das nuvens para à terra, da terra para as nuvens, entre nuvens... Vale a pena assistires ao vídeo, abaixo, para conheceres as múltiplas formas, como se pode revelar a trovoada.

 

SE FORES ATINGIDO?

Ser atingido por um raio, não implica morrer. Como proceder?

  1. Avalia os sinais vitais (primeiros socorros)

  2. Se for necessário, inicia o suporte básico de vida.

  3. Procura recuperar a consciência da vítima.

  4. Se existir possibilidade, tenta sair do local, sem a mochila, para evitares seres atingido por repetições de raios no mesmo local.

  5. Se não existirem elementos mais altos à tua volta, deves permanecer deitado, até que a trovoada passe.

  6. Assim que a trovoada passar, liga para o 112 e inicia o processo de resgaste

logo_aacf.jpg

TELEFONE GERAL:
+351 913 13 1300

PADRE RUI LOURO:
+351 926 905 165

QUEM APOIA:

logo_decathlon.png

Página web escrita em desacordo ortográfico

  • Facebook
  • YouTube
  • Pinterest
  • Instagram

© 2021 Associação de Amigos dos Caminhos de Fátima